Além do Adeus

04/02/2011 at 16:26 Deixe um comentário

Enviado por *Gildo Yamashiro


Gravações encerradas do projeto Senar Rondon. Concluímos nossa captação de material em Luis Eduardo Magalhães (BA). Mais uma vez, foi um mergulho na realidade diversa dos assentamentos rurais. Nos últimos quinze dias, nossa equipe viveu intensamente o cotidiano de agricultores, assentados, produtores rurais e, claro, de alunos, professores, monitores e coordenadores do projeto.

Para nossa equipe de produção, os próximos dias vão ser de mais trabalho. Vamos assistir todo o material captado, selecionar os melhores trechos, escrever roteiro e editar. Muita coisa pela frente.

Mas já podemos dizer um pouco do que vivemos nessa fase do trabalho. Brasil adentro, encontramos um outro país. Uma nação de despatriados, cujas dificuldades são do tamanho do continente, as realizações dependem de ações públicas e cuja população sobrevive à duras penas. É um Brasil distante da cidadania, longínquo tanto dos centros urbanos como dos direitos fundamentais.

Em contrapartida, vimos também o que o Senar Rondon e a sociedade organizada podem fazer. Ações práticas, concretas e mais próximas dos moradores têm resultado imediato. Na maioria dos casos, a ação foi até pequena, um folheto de cá, um esclarecimento de lá, um exame de hipertensão ali. Mas são pequenas atitudes que mostram como a vida pode ser bem diferente nas comunidades. E o mais importante de tudo isso: a equipe do Senar OUVIU a população de assentados. Deu voz a uma multidão de calados. E esse, podemos bem dizer, foi o efeito mais benéfico.

Como bem disse o professor Leny Pereira, de Medicina Veterinária, da Universidade Castelo Branco, “o Brasil está cheio de maus exemplos. A gente tem que seguir os poucos bons.” O Senar Rondon levou a campo esses bons exemplos, junto com informação, cidadania para essas comunidades. Em cada despedida das cidades, vimos o resultado disso tudo: sorrisos, esperança e agradecimento. O adeus do Senar Rondon não aconteceu. O projeto vai ficar. Na história dessas comunidades.

*Gildo Yamashiro é diretor e roteirista do documentário sobre o Senar Rondon 2011 

 

Entry filed under: Uncategorized. Tags: , , , .

Notícias de Marianópolis (TO) Disposição para as tarefas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Folder Senar Rondon 2011 – 3ª Edição

Folder Senar Rondon

Registre seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

Junte-se a 47 outros seguidores

Galeria de fotos

Assentamento Poções - Ceres-GO

Assentamento Poções - Ceres-GO

Assentamento Poções - Ceres-GO

Mais fotos

Fale Conosco

Fale conosco

Twitter Orkut Facebook Youtube

Canal do Produtor

Arquivos do Senar Rondon 2011

Blog Senar Rondon 2010

Blog Senar Rondon 2010

Realização

Sistema CNA


%d bloggers like this: